Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024
Home Desporto Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020: Delegação moçambicana parte debaixo de lamentações

Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020: Delegação moçambicana parte debaixo de lamentações

by José Nhambirre
0 comment

Fonte: Notícias

O PRIMEIRO grupo da delegação moçambicana aos Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020, que se disputam entre 24 de Agosto e 5 de Setembro, parte hoje para a cidade japonesa de Ehime, onde cumprirá um pré-estágio de cerca uma semana.

Para o efeito, a delegação moçambicana despediu-se na manhã de ontem do Secretário de Estado do Desporto (SED), Gilberto Mendes. Mas longe de ser apenas um acto de despedida, o momento foi preenchido durante largo tempo por reclamações do Comité Paralímpico de Moçambique.

“Desportivamente estamos bem preparados, mas estamos com dificuldades logísticas: temos défice na hospedagem e alimentação para três membros da delegação e  pocket money para toda a delegação”, disse Zeca Chaúque, presidente do Comité Paralímpico de Moçambique, quando lhe foi dada a palavra por Gilberto Mendes no anfiteatro da SED.

Mendes estranhou que os problemas logísticos tenham sido apresentados no momento da despedida da delegação quando, segundo acrescentou, espera-se outras manifestações.

O Comité Paralímpico ainda argumentou que por várias vezes tentou uma aproximação da SED, mas sem sucesso. Assim, os dois organismos decidiram reencontrar-se após os jogos de Tóquio para reestruturarem os mecanismos de trabalho, tendo a SED prometido encontrar mecanismos para que haja uma melhor participação do combinado nacional.

Entretanto, no campo desportivo, Gilberto Mendes disse que não é colocada nenhuma pressão à delegação moçambicana, “apenas honrem a bandeira e o terceiro lugar conquistado pela Edmilsa no Rio-2016. Deem alegrias aos jovens que lutam arduamente em Cabo Delgado”.

Lembre-se que após pequena estada em Ehime, a delegação seguirá para o local dos jogos, Tóquio, tendo a entrada na Vila Olímpica prevista para o dia 24 de Agosto. O regresso será a 13 de Setembro.

Para estes Jogos Moçambique conta com dois atletas (Edmilsa Governo e Hilário Chavela) da categoria de T-13 (atletas com dificuldades de visão), com os quais se sonha com o pódio. Destes, a medalha de bronze do Rio de Janeiro-2016, Edmilsa Governo, é a maior esperança do pódio da delegação ao evento que marcará a estreia paralímpica de Hilário Chavela.

A Missão Moçambique aos Jogos Paralímpicos é chefiada por Luís Rodrigues, integrando ainda o presidente do Comité Paralímpico de Moçambique, Zeca Chaúque, uma responsável pela saúde, para além dos treinadores dos qualificados, nomeadamente Narciso Faquir e Fernando Lucas, respectivamente de Edmilsa e Hilário Chavela.

You may also like

Leave a Comment

Para nós, a comunicação é dinâmica e assume diversas formas, por isso oferecemos um vasto leque de soluções que permitem obter a percepção sobre a marca e definir as melhores mensagens e formatos para impactar no mercado.

Blog

Press Releases

Todos os Direitos Reservados

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00